sábado, 29 de junho de 2013

O fim da Europa livre: o perigo do islamismo radical


por Sebastião Marques, do blog Matutando ... para quem gosta de agir e pensar


A Europa está em extinção, o islamismo radical a devorará inteira. E será o início de uma nova era para o ocidente na qual a palavra “liberdade” adquirirá um sentido diverso do qual hoje se lhe atribui.
Há três causas principais: 1) o crescimento exponencial da população islâmica radical na Europa, 2) a opção dos europeus laicos por não terem filhos; 3) ingenuidade das pessoas sobre a verdadeira natureza dos ensinamentos islâmicos.
Se nada for feito, seremos a última geração a ver uma Europa livre na qual conceitos como a tolerância, a liberdade religiosa, a liberdade sexual e a igualdade entre homens e mulheres ainda fazem algum sentido.

Leia o resto deste artigo muito interessante no blog Matutando ... para quem gosta de agir e pensar



Outra postagen sobre o mesmo tema: Islamização da Europa. Pode o mesmo acontecer no Brasil?


sexta-feira, 28 de junho de 2013

Rebeldes sírios, financiados por Obama, decapitam um bispo cristão e dois outros homens cristãos aos gritos de Alahu Akbar



O título do vídeo em árabe diz:

جبهة النصرة  الارهابية في ادلب سوريا تعدم مطران وشاب مسيحي في قطع راسهم

o que se traduz como:
Vitória da Frente e do Exército Sírio Livre em Idlib, Síria executa um bispo cristão e um jovem cristão por decapitação.
Assassinados de forma sádica pelo crime de serem cristãos

aos gritos de Alahu Akbar (Alá é o maior)

O vídeo é chocante ... repugnante ... mas o ato é sustentado pela lei islâmica.

(Se você tiver estômago para assistir o vídeo, você vai ver a multidão que veio presenciar o ato. Me lembrou a execução de adúlteros no Afeganistão, realizadas em um estádio de futebol, com as arquibancadas cheias de expectadores. Afeganistão, Síria, ... o wahhabismo sunita em ação)

Nunca se esqueça do seguinte:
Quando em minoria, os muçulmanos (ortodoxos) se fazem de vítima
Quando em ainda em minoria, mas uma minoria significante, os muçulmanos (ortodoxos) pedem por um status especial 
Quando em maioria, os muçulmanos (ortodoxos) impõem a lei islâmica (inclusive sobre os não-muçulmanos)
E quem são os muçulmanos ortodoxos? São aqueles que desejam a lei islâmica, de forma aberta ou velada (por exemplo, nunca aceitarem nenhuma crítica para a lei islâmica).

Se você não quiser assistir o filme (que é repugnante e faz pensar que ideologia demoníaca pode levar pessoa a ser tão baixa e vil? Advinha.) veja estas duas imagens capatadas do filme. Na primeira, dois dos três condenados com um participante filmando como se fosse uma festa. A segunda imagem mostra mais gente filmando e tirando fotos (será que eles podem sentir orgulho do que estão presenciando? Infelizmente, sim). Veja a pessoa à esquerda, ele é quem vai ler a condenação, recheada de versos do Alcorão e ódio aos cristãos. 




O filme ... assista apenas se voce tem estômago


Atualização:
O Vaticano confirmou que o Padre Franҫois Mourad foi assassinado esta semana na Síria pelas forças rebeldes, protegendo freiras cristãs.

Pai Mourad e outros dois homens foram decapitados na Síria ... enquanto os rebeldes tiravam fotos e aplaudiam.


terça-feira, 25 de junho de 2013

A "Jihad do Sexo"


Artigo de , 23 de junho de 2013

Projecto de Investigação sobre o Terrorismo
 
Notícias surgiram há algumas semanas na imprensa árabe que mais uma fatwa foi editada, desta vez chamado as mulheres muçulmanas para viajarem para a Síria para oferecerem os seus serviços sexuais aos jihadistas que lutam para derrubar o governo secularista de Assad visando instalar a lei islâmica. Relatórios atribuem a fatwa ao sheikh árabe Muhammad al-'Arifi, que, juntamente com outros clérigos muçulmanos jihadistas, permitiu a um tempo atrás que os jihadistas estrupassem as mulheres sírias.

A prostituição das mulheres muçulmanas, neste caso, é considerada uma jihad legítima, porque essas mulheres estão sacrificando a sua castidade e a sua dignidade, a fim de ajudar os jihadistas, aparentemente sexualmente frustrados, a melhor se concentrarem na guerra para capacitar o Islã na Síria.

E é prostituiçãoporque a elas existe a promessa de pagamento, ainda que na vida-após-a-morteO Alcorão declara que "Alá adquiriu dos crentes suas pessoas [seus corpos] e seus bens, porque deles (em troca) é o jardim (do Paraíso): eles lutam em Sua causae matam e são mortos (Alcorão 9:111).

Na base desta fatwa, várias meninas muçulmanas da Tunísia viajaram para a Síria para serem "jihadistas sexuais". Entrevistas em vídeo de pais desesperados lamentando o destino de suas filhas estão na Internet, incluindo uma de um pai e uma mãe segurando a foto de sua filha: "ela tem apenas 16 anos, ela tem apenas 16 anos! Eles fizeram lavagem cerebral nela!", defende o pai.

Mais recentemente, o serviço de notícias egípcio Masrawy publicou uma entrevista em vídeo com "Aisha", uma das meninas muçulmanas tunisinas que se juntaram à  jihad sexual na Síria, apenas para lamentar suas ações. Enquanto na Tunísia, Aisha disse que conheceu uma mulher muçulmana que começou a falar com ela sobre a importância da piedade, inclusive vestindo o hijab. Ela então passou a falar sobre a viagem para a Síria para ajudar os jihadistas "lutar e matar infiéis" e fazer
palavra  de Alá suprema, acrescentando que "as mulheres que morrem iriam fazê-lo no caminho de Alá, tornar-se mártires e entrar no paraíso" (de acordo com os ensinamentos da corrente principal do islão, morrer na jihad é a única maneira garantida de evitar o inferno).

Aisha acabou chegando à conclusão de que ela estava sendo explorada em nome da religião e saiu.

Enquanto que esta notícia de que meninas muçulmanas em hijabs estão prostituindo-se em nome do islã pode surpreender alguns, clérigos islâmicos regularmente emitem fatwas permitindo 
coisas proibida, contanto que elas ajudem a jihad. Por exemplo, o "jihadista da cueca", Abdullah Hassan al-Asiri, não apenas ocultou explosivos em seu ânus para assassinar o príncipe saudita Muhammad bin Nayef - eles se conheceram em 2009, depois que Asiri, com 22 anos de idade, "fingiu arrependimento por suas opiniões jihadistas", mas, de acordo com o apresentador de rádio xiíta Abdullah Al-Khallaf, ele tinha companheiros jihadistas o sodomizanado para "alargar" o seu ânus para caberem mais explosivos.

Al-Khallaf leu a fatwa que supostamente justifica tais ações durante um 
episódio da  TV Fadak em 2012 .

Depois de elogiar a Alá e declarar que a sodomia é proibida no Islã, a fatwa afirmou:

No entanto, a jihad vem em primeiro lugar, pois ela é o auge do Islã, e se o auge do Islã só pode ser alcançado através da sodomia, então não há nada de errado nisso. A regra fundamental da jurisprudência [islâmica] afirma que "a necessidade torna lícito o proibido." E se as questões obrigatórias só podem serem alcançadas através da realização do proibido, então torna-se obrigatório para realizar o proibido, e não há maior dever do que a jihad. Depois que ele o sodomizar, você deve pedir perdão a Alá e elogiá-lo ainda mais. Eu sei que Alá vai recompensar os jihadistas no Dia da Ressurreição, de acordo com as suas intenções, e a sua intenção, se Alá quiser, é para a vitória do Islã, e pedimos que Alá aceite isso de você.
Enquanto que essas fatwas sexuais podem parecer bizarras, eles destacam dois pontos importantes (embora pouco conhecidos por nós no Ocidente). Primeiro, que a jihad é o "auge" do islã, pois faz com que o islã seja supremo; e, segundo, a idéia de que "a necessidade torna lícito o proibido." Porque, já que fazer com que o islã se torne supremo através da jihad é a maior prioridade, toda e qualquer coisa que seja de outro modo proibido torna-se permitida. Tudo o que importa é a intenção da pessoa, ou niyya (veja a discussão do xeque Yusuf al-Qaradawi sobre isso). 

Quanto à intersecção entre sexo e violência (jihad), ela já foi explorada pelo programa de TV por 
satélite árabe "Pergunta Ousada", que mostrou vários clipes de jovens jihadistas cantando alegremente sobre suas mortes futuras e escapadas sexuais posteriores no céu. Depois de documentar várias histórias indicativas da obsessão jihadista com o sexo, o ativista de direitos humanos egípcio Magdi Khalil concluiu que "absolutamente tudo [jihad, operações suicidas, etc] gira em torno de sexo no paraíso", acrescentando: "se você olhar para o conjunto da história islâmica, você vem com duas palavras: sexo e violência "

Na verdade, o profeta Maomé sustentou que a morte durante a jihad não apenas apaga todos os pecados, inclusive os sexuais, mas ela realmente de fato os gratifica: 


O mártir é especial para Alá. Ele é perdoado [de todos os pecados] desde a primeira gota de sangue [que ele jorre]. Ele vê seu trono no paraíso, onde vai ser adornado em ornamentos de fé. Ele vai casar com a 'Aynhour [ou seja, "mulheres voluptuosas"] e se guardar dos tormentos da sepultura, e se salvaguardar contra o maior terror [inferno]. ... E ele vai copular com 72 'Aynhour (ver em The Al Qaeda Reader, p. 143).
Esta é uma das muitas contradições no Islã: as mulheres muçulmanas devem ser cobertas castamente da cabeça aos pés. Porém, quando a serviço da jihad, elas são autorizadas a se prostituirem. Mentir é proibido, mas permitido para capacitar o Islã. Matar intencionalmente mulheres e crianças é proibido, mas permitido durante a jihad. O suicídio é proibido, mas permitido durante a jihad, quando é chamado de "martírio".

Portanto,  nada pode-se esperar dos aspirantes a jihadistas, independentemente de como não-islâmico o meio possa parecer.

Mesmo assim, essa mentalidade inflexível, que é prevalente em todo o mundo islâmico, especialmente ao longo da linha de frente da jihad, é a mesma mentalidade que muitos líderes e políticos 
ocidentais acham que pode ser aplacada com um pouco mais de respeito, boa-intenção, e concessões do Ocidente.

Esta é a maior e mais desastrosa desconexão do nosso tempo.


-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-

Atualização: O Daily Mail também traz uma notícia sobre o assunto, cujo título é "Meninas tunisinas seguem para a Síria para oferecerem-se aos combatentes islâmicos como parte da jihad sexual". O artigo diz ainda que:

  • anúncios espalhados na internet conclamam as meninas a se oferecem para os jihadistas.
  • imprensa da Tunísia diz que 13 meninas viajaram  para a região controlada pelos rebeldes.
  • os políticos na Tunísia apelam às meninas para não se deixarem influenciar por pregadores islâmicos.


domingo, 23 de junho de 2013

Mais uma decapitação em Londres


Enquanto que os  brasileiros estão na rua lutando pela democracia, contra a corrupção e pela boa gestão das finanças públicas, muçulmanos ingleses ameaçam "decapitarem aqueles que insultam o islão". (insultar aqui significa, resistir a islamização)


E eles são sérios no que pregam:

Cristão em cadeira-de-rodas assassinado por radicais muçulmanos em Londres
("Wheelchair Bound Christian murdered by Muslim Radical in London")

19 de junho de 2013

Mais um assassinato doentio em Londres, feito por um muçulmano, aconteceu no fim de semana, quando uma homem deficiente em cadeira-de-rodas homem teve a garganta cortada. Daha Mohammed, 51 anos, de Abbotts Close, Thamesmead, foi acusado do assassinato de Colin Greenaway e apareceu no tribunal de magistrados de Bexley hoje. Colin foi descrito como um "grande vizinho e amigo" por Gary Cook, que mora no apartamento em cima, e disse que ele precipitou-se depois de um dos prestadores de cuidados de seu vizinho bateu à sua porta em torrentes de lágrimas, no sábado. Colin 56 anos, estava confinado a uma cadeira de rodas por ter tido dedos amputados devido à gangrena. Sr. Cook disse que não compreender o que aconteceu, dizendo que muitas vezes teve uma grande gargalhada com o Sr. Greenaway, e só o viu apenas dois dias antes de ser assassinado pelo covarde muçulmano. Ele disse: "Colin foi um vizinho e um amigo e eu não posso acreditar no que aconteceu. "Eu o conheço há cerca de 10 anos, ele me ajudou e eu o ajudava. Porque ele estava em cadeira de rodas eu ir buscar algo para ele na loja, se ele precisava de alguma coisa "Ele continuou:" Eu não posso acreditar que algo assim poderia acontecer nessa área, todo mundo é tão legal.

Um exame post-mortem em Greenwich Mortuária deu a causa da morte como feridas causadas por  incisão na garganta.(London24).

Esta notícia não foi veiculada na grande imprensa, pois existe uma tentativa de esconder problemas causados por muçulmanos enquanto que aqueles que reclamam acabam sendo presos.




sexta-feira, 21 de junho de 2013

164 versos de Jihad no Alcorão


A alguns anos atrás eu lí o livro Moon-o-theism, Religion of a War and Moon God Prophet, em dois volumes, escrito por Yoel Natan.

Neste livro o autor defende uma tese bastante interessante, a de que a chamada "Jihad Maior" (mencionada em Jihad, como definida pela lei islâmica) é uma luta interior na qual uma pessoa boa torna-se um "muçulmano ortodoxo", pronto a "matar e morrer" (Alcorão 9:111)  "no jeito de Alá"  (Alcorão 2:244). O livro apresenta uma grande quantidade de exemplos como embasamento desta sua tese.

O autor também discute que Maomé forjou a religião-ideologia do islão tendo como base a conexão entre Al-Khidr and Lameque (Al-Khidr é mencionado em um outro artigo).

A conexão entre Lameque e Al-Khidr é a sua propensão para matar, e os pretextos frágeis e lógica distorcida que eles usam para justificar ou racionalizar seus assassinatosA razão de trazer Lamec  Al-Khidr juntos é que o Alcorão usa pretextos semelhantes para justificar a matança. Maomé é o segundo Lameque porque ele pensou como Lameque.

Al-Khidr disse que era a vontade de Deus que ele matasse um descrente jovem na esperança de que ele seria substituído por um filho piedoso (leia-se, "muçulmano"). Al-Khidr, provavelmente, ainda disse: "Alá Akbarquando ele matou o jovem, assim como jihadistas sempre fazem. 


Lameque disse que alguém o tinha ferido, e então ele matou a pessoa que o feriu. Ele minimizou o assassinato dizendo que ele estava com a razão. Afinal, se Caim seria vingado sete vezes, foi apenas apropriado que ele fosse vingado 77 vezes:

Genesis 4: 
23 Disse Lameque a suas esposas,
     "Ada e Zilá, ouvi-me;
      mulheres de Lameque, escutai as minhas palavras.
      Eu matei um homem por me ferir,
      um jovem por me ferir.
24 Se Caim foi vingado sete vezes,
     então Lameque setenta e sete vezes".


Da mesma forma, Maomé e os jihadistas modernos declaram que, se alguém matar um muçulmano, é como se ele tivesse matado o mundo inteiro:
Por essa causa Nós decretamos para os Filhos de Israel que todo aquele que matar um ser humano por motivo outro que homicídio ou corrupção na terra, será como se ele tivesse matado toda a humanidade ... (Alcorão 5:032-033)
Claro, um genocídio dessa magnitude (matando todo o mundo) clama por uma vingança muito grande. Seria então esta uma razão para que os jihadistas não tenham nenhum problema matando muitos civispois afinal de contas, eles estão vingando crimes que, pensam eles, aos olhos Alá são tão ruins quanto matar o mundo inteiro. Assim, pouco importa para eles que algumas dezenas de civis sejam mortos, porque eles estão vingando um crime tão grande que dificilmente pode ser imaginado.

Um trecho da capa do livro Moon-o-theism

164 versos de Jihad no Alcorão
Compilado por Yoel Natan, 2004, www.Yoel.Info, e publicado em  answeringislam.org.
Tradução oriunda de Mídia sem Máscara (out/2012), com referência ao site De Olho na Jihad.

1. Introdução

A. O critério para a seleção de versos de Jihad

Cada um dos 164 versos jihadistas nesta lista foi selecionado com base na clareza e direta referência à Jihad, pelo menos quando considerado em seu contexto imediato. A maioria das passagens listadas menciona uma expedição militar, luta ou distribuição de espólios de guerra. Versos NÃO listados aqui são os que falam de aspectos da Jihad que não são os de incursões, batalhas ou pilhagem, tais como: 

(1) a pobre opinião de Maoméa respeito daqueles que não vão à Jihad, mesmo que sejam física e financeiramente capazes (por exemplo, alguns versos no Alcorão 9:81-96); 
(2) as recompensas celestiais para jihadistas, e 
(3) as muitas menções genéricas de “vitória” encontradas no Alcorão.

Tais versos omitidos podem ser prontamente encontrados muito próximos aos versos de Jihad listados abaixo, no Alcorão.

B. Temas relacionados

Ab-rogação é um tópico recorrente sempre que um verso do Alcorão é discutido. Como regra, versos mais novos a respeito da Guerra Santa, como os Versos da Espada (9:05), ab-rogam versos mais antigos que aconselham tolerância e paz, como 2:256. O Verso da Espada é apenas um dentre os 164 versos de Jihad listados abaixo. Isso mostra que não muitos, se houver algum, dos versos de Guerra Santa nesta lista foram ab-rogados.

A lista dá os versos na ordem em que eles aparecem no Alcorão, então não estão na ordem cronológica de sua criação. Para obter um mais profundo entendimento dos versos, pode-se estudar estes versos em ordem cronológica e também se consultar artigos e comentários a respeito do contexto histórico. Um bom lugar para começar é no artigo do Ver. Richard P. Bailey, “Jihad: The Teaching of Islam From Its Primary Sources – The Quran and Hadith”, (em Inglês) http://www.answering-islam.org/Bailey/jihad.html

II. Lista Horizontal de Versos

Em formato de texto corrido. (Números em negrito indicam o capítulo; os números que seguem são os versos do capítulo dado)

002:178-179, 190-191, 193-194, 216-218, 244;
003:121-126, 140-143, 146, 152-158, 165-167,169, 172-173, 195;
004:071-072, 074-077, 084, 089-091, 094-095,100-104;
005:033, 035, 082;
008:001, 005, 007, 009-010, 012, 015-017, 039-048,057-060, 065-075;
009:005, 012-014, 016, 019-020, 024-026, 029,036, 038-039, 041, 044, 052, 073, 081, 083,086, 088, 092, 111, 120, 122-123;
016:110;
022:039, 058, 078;
024:053, 055;
025:052;
029:006, 069;
033:015, 018, 020, 023, 025-027, 050;
042:039;
047:004, 020, 035;
048:015-024;
049:015;
059:002, 005-008, 014;
060:009;
061:004, 011, 013;
063:004;
064:014;
066:009;
073:020;
076:008

Em formato de tabela:


Os 164 versos de Jihad do Alcorão
Capítulo
(Sura)
VersoQuantidade de versos na SuraSoma Total
002178-179, 190-191, 193-194, 216-218, 2441010
003121-126, 140-143, 146, 152-158, 165-167, 169, 172-173, 1952535
004071-072, 074-077, 084, 089-091, 094-095, 100-104, 1441853
005033, 035, 082356
008001, 005, 007, 009-010, 012, 015-017, 039-048, 057-060, 065-0753490
009005, 012-014, 016, 019-020, 024-026, 029, 036, 038-039, 041, 044, 052, 073, 081, 083, 086, 088, 092, 111, 120, 122-12327117
0161101118
022039, 058, 0783121
024053, 0552123
0250521124
029006, 0692126
033015, 018, 020, 023, 025-027, 0508134
0420391135
047004, 020, 0353138
048015-02410148
0490151149
059002, 005-008, 0146155
0600091156
061004, 011, 0133159
0630041160
0640141161
0660091162
0730201163
0760081164

III. Lista vertical de versos:



Os 164 Versos de Jihad do Alcorão
12:178263:156514:103768:5710109:02912629:6915159:05
22:179273:157524:104778:5810209:03612733:1515259:06
32:190283:158534:141788:5910309:03812833:1815359:07
42:191293:165545:033798:6010409:03912933:2015459:08
52:193303:166555:035808:6510509:04113033:2315559:14
62:194313:167565:082818:6610609:04413133:2515660:09
72:216323:169578:001828:6710709:05213233:2615761:04
82:217333:172588:005838:6810809:07313333:2715861:11
92:218343:173598:007848:6910909:08113433:5015961:13
102:244353:195608:009858:7011009:08313542:3916063:04
113:121364:071618:010868:7111109:08613647:0416164:14
123:122374:072628:012878:7211209:08813747:2016266:09
133:123384:074638:015888:7311309:09213847:3516373:20
143:124394:075648:016898:7411409:11113948:1516476:08
153:125404:076658:017908:7511509:12014048:16
163:126414:077668:039919:0511609:12214148:17
173:140424:084678:040929:1211709:12314248:18
183:141434:089688:041939:1311816:11014348:19
193:142444:090698:042949:1411922:03914448:20
203:143454:091708:043959:1612022:05814548:21
213:146464:094718:044969:1912122:07814648:22
223:152474:095728:045979:2012224:05314748:23
233:153484:100738:046989:2412324:05514848:24
243:154494:101748:047999:2512425:05214949:15
253:155504:102758:0481009:2612529:00615059:02


IV. Excertos de versos:



Os 164 Versos de Jihad do Alcorão
Excerto de 2:178-179
Grupo 1, Contagem 1+2
[2.178]... está-vos preceituado o talião para o homicídio... [2.179] ... Tendes, no talião, a segurança da vida, ó sensatos, para que vos refreeis.
Excerto de 2:190-191
Grupo 2, Contagem 3+4
[2.190] ... Combatei, pela causa de Deus, aqueles que vos combatem...[2.191] Matai-os onde quer se os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque a perseguição é mais grave do que o homicídio. Não os combatais nas cercanias da Mesquita Sagrada, a menos que vos ataquem. Mas, se ali vos combaterem, matai-os. Tal será o castigo dos incrédulos.
Excerto de 2:193-194
Grupo 3, Contagem 5+6
[193]... E combatei-os ...[194]... A quem vos agredir, rechaçai-o, da mesma forma...
Excerto de 2:216-218
Grupo 4, Contagem 7-9
[2.216] Está-vos prescrita a luta...[2.217]... A luta durante este mês é um grave pecado; porém, desviar os fiéis da senda de Deus, negá-Lo, privar os demais da Mesquita Sagrada e expulsar dela (Makka) os seus habitantes é mais grave ainda, aos olhos de Deus, porque a perseguição é pior do que o homicídio. [2.218]... ombateram pela causa de Deus...
Excerto de 2:244
Grupo 5, Contagem 10
... Combatei pela causa de Deus.
Excerto de 3:121-126
Grupo 6, Contagem 11-16
[3.121]... assinalar aos fiéis a sua posição no campo de batalha...[3.122] quando dois grupos dos teus pensaram em acovardar-se [de lutar a Jihad]...[3.123]... Sem dúvida que Deus vos socorreu, em Badr...[3.124]...[3.125] Sim! Se fordes perseverantes, temerdes a Deus, e se vos atacarem imediatamente, vosso Senhor vos socorrerá, com cinco mil anjos bem treinados. [3.126] ... Sabei que o socorro só emana de Deus...
Excerto de 3:140-143
Grupo 7, Contagem 17-20
[3.140] Quando receberdes algum ferimento, sabei que os outros já sofreram ferimento semelhante. E tais dias ( de infortúnio) são alternados, entre os humanos, para que Deus Se assegure dos fiéis e escolha, dentre vós, os mártires...[3.141] ... E (assim faz) Deus para purificar os fiéis e aniquilar os incrédulos. [3.142] Pretendeis, acaso, entrar no Paraíso, sem que Deus Se assegure daqueles, dentre vós, que combatem e são perseverantes? [3.143] Aneláveis a morte antes de vos terdes deparado com ela. Viste-la, então, como os vossos próprios olhos!
Excerto de 3:146
Grupo 8, Contagem 21
Quantos profetas e, com eles, quantos grupos lutaram [Jihad]pela causa de Deus, sem desanimarem com o que lhes aconteceu; não se acovardaram, nem se renderam! Deus aprecia os perseverantes [na Jihad].
Excerto de 3:152-158
Grupo 9, Contagem 22-28
[3.152]... com a Sua anuência, aniquilastes os incrédulos ...[3.153] o Mensageiro ia pela retaguarda, incitando-vos ao combate... [3.154]... Se houvéssemos tido escolha, não teríamos sido chacinados. Dize-lhes: Sabei que, mesmo que tivésseis permanecido nas vossas casas, certamente, àqueles dentre vós, aos quais estava decretada a morte, esta apareceria, no local de sua morte... [3.155] Aqueles que desertaram, no dia do encontro dos dois grupos, foram seduzidos por Satanás...[3.156] Ó fiéis, não sejais como os incrédulos, que dizem de seus irmãos, quando estes viajam pela terra ou quando estão em combate: Se tivessem ficado conosco, não teriam morrido, nem sido assassinados!...[3.157]... Mas, se morrerdes ou fordes assassinados pela causa de Deus, sabei que a Sua indulgência e a Sua clemência são preferíveis a tudo quando possam acumular. [3.158] …E sabei que, tanto se morrerdes, como ser fordes assassinados, sereis congregados ante Deus..
Excerto de 3:165-167
Grupo 10, Contagem 29-31
[3.165]... Qual! Ando sofreis um revés do adversário, embora inflijais outro duas vezes maior [durante a Jihad]...[3.166]... no dia do encontro das duas hostes ([a Batalha de Uhud)...[3.167]... Vinde lutar pela causa de Deus, ou defender-vos.... Se soubéssemos combater, seguir-vos-íamos!...
Excerto de 3:169
Grupo 11, Contagem 32
E não creiais que aqueles que sucumbiram pela causa de Deus estejam mortos; ao contrário, vivem, agraciados, ao lado do seu Senhor [ou seja, agraciados com suas 72 virgens no Paraíso];
Excerto de 3:172-173
Grupo 12, Contagem 33+34
[3.172] ... mesmo feridos, atendem a Deus e ao Mensageiro. Para os benfeitores e tementes, dentre eles, haverá uma magnífica recompensa. [3.173] São aqueles aos quais foi dito: Os inimigos concentraram-se contra vós; temei-os! Isso aumentou-lhes a fé e disseram: Deus nos é suficiente. Que excelente Guardião!
Excerto de 3:195
Grupo 13, Contagem 35
... àqueles que foram expulsos... e sofreram pela Minha causa... introduzirei em jardins, abaixo dos quais corres os rios, como recompensa de Deus. Sabei que Deus possui a melhor das recompensas.
Excerto de 4:071-072
Grupo 14, Contagem 36+37
[4.71] ... avançai por destacamentos, ou avançai em massa [para a guerra]. [4.72] ... há alguns retardatários [da Jihad] ... não estarmos presentes [na Jihad].
Excerto de 4:074-077
Grupo 15, Contagem 38-41
[4.74] Que combatam pela causa de Deus aqueles dispostos a sacrificar a vida terrena pela futura, porque a quem combater pela causa de Deus, quer sucumba, quer vença, concederemos magnífica recompensa. [4.75] ... combater pela causa de Deus... [4.76] OS fiéis combatem pela causa de Deus; os incrédulos, ao contrário, combatem pela do sedutor. Combatei, pois, os aliados de Satanás... [4.77] ... Mas quando lhes foi prescrita a luta... Ó Senhor nosso, por que nos prescreves a luta?...
Excerto de 4:084
Grupo 16, Contagem 42
Luta, pois, pela causa de Deuse esforça-te em estimular os fiéis... quisesse Deus, conteria a fúria dos incrédulos...
Excerto de 4:089-091
Grupo 17, Contagem 43-45
[4.89] ... Não tomeis a nenhum deles por confidente, até que tenham migrado... e se rebelarem, capturai-os então, matai-os, onde quer que os acheis... [4.90] Deus não vos faculta combatê-los. [Parece que Allah não permite que lutem contra povos amigos de Muçulmanos]. [4.91]... capturai-os e matai-os, onde quer que os acheis...
Excerto de 4:094-095
Grupo 18, Contagem 46+47
[4.94]... quando viajardes pela causa de Deus... [4.95] ... àqueles que sacrificam os seus bens e suas vidas pela causa de Deus; Ele concede maior dignidade àqueles que sacrificam os seus bens e suas vidas do que aos que permanecem (em suas casas). [i.e. aos Jihadistas]
Excerto de 4:100-104
Grupo 19, Contagem 48-52
... quem abandonar seu lar, migrando pela causa de Deus e de Seu Mensageiro, e for surpreendido pela morte, sua recompensa caberá à Deus...[4.101] não sereis recriminados por abreviardes as orações, temendo que vos ataquem os incrédulos; em verdade, eles são vossos inimigos declarados. [4.102que uma parte deles tome de suas armas e a pratique contigo; e, quando se prostrarem, que a outra se poste na retaguarda...[4.103] E quando tiverdes concluído a oração, mencionai Deus, quer estejais de pé, sentados, ou deitados. Porém, quando estiverdes fora de perigo, observai a devida oração, porque ela é uma obrigação, prescrita aos fiéis para ser cumprida em seu devido tempo.[4.104]... E não desfaleçais na perseguição ao inimigo...
Excerto de 4:141
Grupo 20, Contagem 53
Que vos espreitam e dizem, quando Deus vos concede uma vitória (na Jihad).
Excerto de 5:033
Grupo 21, Contagem 54
O castigo, para aqueles que lutam contra Deus e contra o Seu Mensageiro e semeiam a corrupção na terra, é que sejam mortos, ou crucificados, ou lhes seja decepada a mão e o pé opostos, ou banidos.
Excerto de 5:035
Grupo 22, Contagem 55
Ó fiéis, temei a Deus, tratai de acercar-vos d’Ele e lutai (Jihad) pela Sua causa, quiçá assim prosperareis.
Excerto de 5:082
Grupo 23, Contagem 56
Constatarás que os piores inimigos dos fiéis, entre os humanos, são os judeus e os idólatras. [compare com 5:64]
Excerto de 8:001
Grupo 24, Contagem 57
... Os espólios [de Guerra] pertencem a Deus e ao Mensageiro...
Excerto de 8:005
Grupo 25, Contagem 58
Tal como, em verdade, quando o teu Senhor te ordenou abandonar o teu lar, embora isso desgostasse alguns dos fiéis.
Excerto de 8:007
Grupo 26, Contagem 59
...Recordai-vos de que, quando Deus vos prometeu que teríeis de combater um dos dois grupos, desejastes enfrentar o desarmado. E Deus quis fazer prevalecer a verdade, com as Suas palavras, e exterminar os incrédulos,
Excerto de 8:009-010
Grupo 27, Contagem 60+61
[8.9]... Reforçar-vos-ei [na Jihad] com mil anjos, que vos chegarão paulatinamente. [veja 8:012]. [8.10] ... Sabei que o socorro só emana de Deus, porque é Poderoso, Prudentíssimo.
Excerto de 8:012
Grupo 28, Contagem 62
E de quando o teu Senhor revelou aos anjos: Estou convosco; firmeza, pois, aos fiéis! Logo infundirei o terror nos corações dos incrédulos; decapitai-os e decepai-lhes os dedos!
Excerto de 8:015-017
Grupo 29, Contagem 63-65
[8.15] ... quando enfrentardes (em Jihad) os incrédulos, não lhes volteis as costas. [8.16] ...a menos que seja por estratégia... [8.17] Vós que não os aniquilastes, (ó muçulmanos)! Foi Deus quem os aniquilou; e apesar de seres tu (ó Mensageiro) quem lançou (areia), o efeito foi causado por Deus. [Allah recebe o crédito pela Jihad]...
Excerto de 8:039-048 Grupo 30, Contagem 66-75
[8.39] Combatei-os até terminar a intriga, e prevalecer totalmente a religião de Deus. [8.40] Mas, no caso de se recusarem, sabei que Deus é vosso Protetor...[8.41] tudo quanto adquirirdes de despojos, a quinta parte pertencerá a Deus, ao Mensageiro e aos seus parentes, aos órfãos, aos indigentes e ao viajante...[8.42]... e os enfrentastes para que Deus cumprisse Sua decisão prescrita, a fim de que perecessem aqueles que, com razão, deveriam sucumbir...[8.43]... Deus te fez crer (o exército inimigo) em número reduzido, porque, se te tivesse feito vê-lo numeroso, terias desanimado...[8.44]... quando os enfrentastes, e Ele os fez parecer, aos vossos olhos, pouco numerosos; Ele vos dissimulou aos olhos deles...[8.45]... quando vos enfrentardes com o inimigo, sede firmes e mencionai muito Deus, para que prospereis....[8.46]... E obedecei a Deus e ao Seu Mensageiro e não disputeis entre vós...[8.47]... E não sejais como aqueles que saíram de suas casas por petulância e ostentação, para desviar os outros da senda de Deus...[8.48]... Satanás lhes abrilhantou as ações e lhes disse: hoje ninguém poderá vencer-nos, porque estou do vosso lado; porém, quanto os dois grupos se enfrentaram, girou sobre seus calcanhares e disse: Estou isento de tudo quanto vos suceda, porque eu vejo o que vós não vedes...
Excerto de 8:057-060 Grupo 31, Contagem 76-79
Se os dominardes na guerra, dispersai-os, juntamente com aqueles que os seguem, para que meditem. E se suspeitas da traição de um povo, rompe o teu pacto do mesmo modo, porque Deus não estima os traidores. E não pensem os incrédulos que poderão obter coisas melhores (do que os fiéis). Jamais o conseguirão. Mobilizai tudo quando dispuserdes, em armas e cavalaria, para intimidar, com isso, o inimigo de Deus e vosso, e se intimidarem ainda outros que não conheceis, mas que Deus bem conhece. Tudo quanto investirdes na causa de Deus, ser-vos á retribuído e não sereis defraudados.
Excerto de 8:065-075 Grupo 32, Contagem 80-90
[8.65] Ó Profeta, estimula os fiéis ao combate. Se entre vós houvesse vinte perseverantes, venceriam duzentos, e se houvessem cem, venceriam mil do incrédulos, porque estes são insensatos. [8.66] ... se entre vós houvesse cem perseverantes, venceriam duzentos; e se houvesse mil, venceriam dois mil... [8.67] Não é dado a profeta algum fazer cativos, antes de lhes haver subjugado inteiramente a região... [8.68] ... er-vos-ia açoitado um severo castigo, pelo que havíeis arrebatado (de resgate)... [8.69] Desfrutai, pois, de tudo quanto conseguis [dos espólios de guerra] um lícito e temei a Deus, porque Deus é Indulgente, Misericordiosíssimo....[8.70] Ó Profeta, dize aos cativos que estão e vosso poder: Se Deus descobrir sinceridade em vossos corações, conceder-vos-á algo melhor do que aquilo que vos foi arrebatado e vos perdoará...[8.71] Mas se intentarem atraiçoar-te, como atraiçoaram antes Deus, Ele os deixará nas tuas mãos...[8.72] Os fiéis que migraram e sacrificaram seus bens e pessoas pela causa de Deus...[8.73] Quanto aos incrédulos, são igualmente protetores uns aos outros; e se vós não o fizerdes (protegerdes uns aos outros), haverá intriga e grande corrupção sobre a terra. [8.74] Quanto aos fiéis que migraram e combateram pela causa de Deus... estes são os verdadeiros fiéis...[8.75] E aqueles que creram depois, migraram e combateram junto a vós...
Excerto de 9:005 Grupo 33, Contagem 91
Mas quanto os meses sagrados houverem transcorrido, matai os idólatras, onde quer que os acheis; capturai-os, acossai-os e espreitai-os; porém, caso se arrependam, observem a oração e paguem o zakat, abri-lhes o caminho. Sabei que Deus é Indulgente, Misericordiosíssimo.
Excerto de 9:012-014 Grupo 34, Contagem 92-94
[9.12] ... combatei os chefes incrédulos...[9.13] Acaso, não combateríeis...[9.14] Combatei-os! Deus os castigará, por intermédio das vossas mãos, aviltá-los-á e vos fará prevalecer sobre eles, e curará os corações de alguns fiéis.
Excerto de 9:016 Grupo 35, Contagem 95
... aqueles, dentre vós, que lutarão [em Jihad]
Excerto de 9:019-020 Grupo 36, Contagem 96+97
[9.19] ... lutam pela causa de Deus?... [9.20]... migrarem e sacrificarem seus bens e suas pessoas pela causa [Jihad] de Deus...
Excerto de 9:024-026 Grupo 37, Contagem 98-100
[9.24] Dize-lhes: Se vossos pais, vossos filhos, vossos irmãos, vossas esposas, vossa tribo, os bens que tenhais adquirido, o comércio, cuja estagnação temeis, e as casas nas quais residis, são-vos mais queridos do que Deus e Seu Mensageiro, bem como a luta por Sua causa, aguardai, até que Deus venha cumprir os Seus desígnios. Sabei que Ele não ilumina os depravados. Deus vos socorreu em muitos campos de batalha – como aconteceu no dia de Hunain, quando vos ufanáveis da vossa maioria que de nada vos serviu; e a terra, com toda a sua amplitude, pareceu-vos pequena para empreenderdes a fuga. Então, Deus infundiu a paz ao Seu Mensageiro e aos fiéis, e enviou tropas – que não avistastes – e castigou os incrédulos; tal é a recompensa dos que não crêem.
Excerto de 9:029 Grupo 38, Contagem 101
Combatei aqueles que não crêem em Deus e no Dia do Juízo Final, nem abstêm do que Deus e Seu Mensageiro proibiram, e nem professam a verdadeira religião daqueles que receberam o Livro, até que, submissos, paguem o Jizya.
Excerto de 9:036 Grupo 39, Contagem 102
... combatei unanimemente os idólatras, tal como vos combatem...
Excerto de 9:038-039
Grupo 40, Contagem 103+104
[9.38] ... partirdes para o combate pela causa de Deus [Jihad] [9.39] Se não marchardes (para o combate), Ele vos castigará dolorosamente, suplantar-vos-á por outro povo, e em nada podereis prejudicá-Lo
Excerto de 9:041 Grupo 41, Contagem 105
Quer estejais leve ou fortemente (armados), marchai (para o combate) e sacrificai vossos bens e pessoas pela causa de Deus!
Excerto de 9:044 Grupo 42, Contagem 106
...Quer estejais leve ou fortemente (armados), marchai (para o combate) e sacrificai vossos bens e pessoas...
Excerto de 9:052
Grupo 43, Contagem 107
...Deus vos inflija o Seu castigo, ou então o faça por nossas mãos...
Excerto de 9:073 Grupo 44, Contagem 108
...combate os incrédulos e os hipócritas, e sê implacável para com eles!...
Excerto de 9:081 Grupo 45, Contagem 109
...os que permaneceram regozijavam-se de terem ficado em seus lares e recusado sacrificar os seus bens e pessoas pela causa de Deus; disseram: Não partais durante o calor!...
Excerto de 9:083
Grupo 46, Contagem 110
... Jamais partireis comigo, nem combatereis junto a mim contra inimigo algum [em Jihad]...
Excerto de 9:086
Grupo 47, Contagem 111
... Crede em Deus e lutai junto ao Seu Mensageiro!
Excerto de 9:088
Grupo 48, Contagem 112
... o Mensageiro e os fiéis que com ele sacrificaram seus bens [em Jihad]...
Excerto de 9:092
Grupo 49, Contagem 113
Assim como forma considerados (isentos) aqueles que se apresentaram a ti, pedindo que lhes arranjasses montaria, e lhes disseste: Não tenho nenhuma para proporcionar-vos; voltaram com os olhos transbordantes de lágrimas, por pena de não poderem contribuir [com a Jihad].
Excerto de 9:111 Grupo 50, Contagem 114
... Combaterão pela causa de Deus, matarão e serão mortos....
Excerto de 9:120
Grupo 51, Contagem 115
devido à sede, fome ou fadiga, pela causa de Deus [Jihad], todo o dano causado aos incrédulos e todo o dano recebido do inimigo ser-lhes-á registrado como boa ação...
Excerto de 9:122-123 Grupo 52, Contagem 116+117
[9.122] Não devem todos os fiéis, de uma só vez, sair para o combate; deve permanecer uma parte de cada coletividade, para instruir-se na fé... [9.123] ... combatei os vossos vizinhos incrédulos para que sintam severidade em vós...
Excerto de 16:110
Grupo 53, Contagem 118
... combateram pela fé e perseveraram...
Excerto de 22:039
Grupo 54, Contagem 119
... Ele permitiu (o combate) aos que foram atacados...
Excerto de 22:058
Grupo 55, Contagem 120
... Aqueles que migraram pela causa de Deus e forma mortos, ou morreram, serão infinitamente agraciados por Ele...
Excerto de 22:078 Grupo 56, Contagem 121
... E combatei com denodo pela causa de Deus; Ele vos elegeu. E não vos impôs dificuldade...
Excerto de 24:053
Grupo 57, Contagem 122
... Juraram solenemente por Deus que se tu lhes ordenasses (marcharem para o combate) iriam (veja 24:055)]...
Excerto de 24:055
Grupo 58, Contagem 123
Deus prometeu, àqueles dentre vós que crêem e praticam o bem, fazê-los herdeiros da terra [como recompensa pela Jihad (veja 24:053)]...
Excerto de 25:052
Grupo 59, Contagem 124
... combate-os com denodo...
Excerto de 29:006 Grupo 60, Contagem 125
... Quanto àquele que lutar pela causa [Jihad] de Deus, o fará em benefício próprio...
Excerto de 29:069 Grupo 61, Contagem 126
...(como para) aqueles que se esforçam duramente [na Jihad] para nós. [Allah]...
Excerto de 33:015
Grupo 62, Contagem 127
quanto àqueles que diligenciam por Nossa causa [Jihad], encaminhá-los-emos pela Nossa senda...
Excerto de 33:018 Grupo 63, Contagem 128
... e não vão à luta, a não ser para permanecerem por pouco tempo...
Excerto de 33:020 Grupo 64, Contagem 129
... se os partidos tivessem voltado (a atacar), teriam anelado viver...
Excerto de 33:023 Grupo 65, Contagem 130
há homens [Jihadistas] que cumpriram o que haviam prometido, quando da sua comunhão com Deus; há-os que o consumaram (ao extremo), e outros que esperam [por morrer em combate]...
Excerto de 33:25-27 Grupo 66, Contagem 131-133
Deus rechaçou os incrédulos que, apesar da sua fúria, não tiraram vantagem alguma; basta Deus aos fiéis, no combate, porque Deus é potente, poderosíssimo! E (Deus) desalojou de suas fortalezas os adeptos do Livro, que o (inimigo) apoiaram, e infundiu o terror em seus corações. Matastes uma parte e capturastes outra. E (depois disso) vos fez herdeiros de sua cidade, de suas casas, seus bens e das terras que nunca havíeis pisado (antes)
Excerto de 33:050 Grupo 67, Contagem 134
... Ó Profeta, em verdade, tornamos lícitas, para ti as esposas que tenhas dotado, assim como as que a tua mão direita possui (cativas)...[mulheres capturadas durante da Jihad]
Excerto de 42:039 Grupo 68, Contagem 135
E que, quando são afligidos por um erro opressivo, sabem defender-se.
Excerto de 47:004 Grupo 69, Contagem 136
... E quando vos enfrentardes com os incrédulos, (em batalha), golpeai-lhes os pescoços, até que os tenhais dominado, e tomai (os sobreviventes) como prisioneiros.... Ele mesmo ter-Se-ia livrado deles; porém, (facultou-vos a guerra) para que vos provásseis mutuamente...
Excerto de 47:020 Grupo 70, Contagem 137
... quando é revelada uma surata peremptória, em que se menciona o combate [Jihad]...
Excerto de 47:035
Grupo 71, Contagem 138
Não fraquejeis (ó fiéis), pedindo a paz, quando sois superiores; sabei que Deus está convosco e jamais defraudará as vossas ações.
Excerto de 48:15-24
Grupo 72, Contagem 139-148
Quando marchardes para vos apoderardes dos despojos, os que ficarem para trás vos dirão: Permiti que vos sigamos! Pretendem trocar as palavras de Deus. Dize-lhes: Jamais nos seguireis, porque Deus já havia declarado (isso) antes. Então vos dirão: Não! É porque nos invejais. Qual! É que não compreendem, senão poucos. Dize aos que ficaram para trás, dentre os beduínos: Sereis convocados para enfrentar-vos com um povo dado à guerra; então, ou vós os combatereis ou eles se submeterão. E se obedecerdes, Deus vos concederá uma magnífica recompensa; por outra, se vos recusardes, como fizestes anteriormente, Ele vos castigará dolorosamente. Não terão culpa o cego, o coxo, o enfermo. Quanto àquele que obedecer a Deus e ao Seu Mensageiro, Ele o introduzirá em jardins, abaixo dos quais correm os rios; por outra, quem desdenhar, será castigado dolorosamente. Deus Se congratulou com os fiéis, que te juraram fidelidade, debaixo da árvore. Bem sabia quanto encerravam os seus corações e, por isso infundiu-lhes o sossego e os recompensou com um triunfo imediato, bem como com muitos ganhos que obtiveram, porque Deus é Poderoso, Prudentíssimo. Deus vos prometeu muitos ganhos, que obtereis, ainda mais, adiantou-vos estes e conteve as mãos dos homens, para que sejam um sinal para os fiéis e para guiar-vos para uma senda reta. E outros ganhos que não pudestes conseguir, Deus os conseguiu, e Deus é Onipotente. E ainda que o incrédulos vos combatessem, certamente debandariam, pois não achariam protetor nem defensor. Tal foi a lei de Deus no passado; jamais acharás mudanças na lei de Deus. Ele foi Quem conteve as mãos deles, do mesmo modo como conteve as vossas mãos no centro de Makka, depois de vos ter feito prevalecer sobre eles; sabei que Deus bem vê tudo quanto fazeis.
Excerto de 49:015 Grupo 73, Contagem 149
Somente são fiéis aqueles que ... sacrificam os seus bens e as suas pessoas pela causa de Deus...
Excerto de 59:002
Grupo 74, Contagem 150
... destruíram as suas casas com suas próprias mãos [i.e. Os Muçulmanos destruíram a casa dos Judeus] ...
Excerto de 59:5-8
Grupo 75, Contagem 151-154
(Ó muçulmanos), ficai sabendo que, se cortardes as tamareiras tenras ou se as deixardes de pé, fá-lo-eis com o beneplácito de Deus, e para que Ele avilte os depravados. Tudo quanto Deus concedeu ao Seu Mensageiro, (tirado) dos bens deles (dos Bani Annadhir), não tivestes de fazer galopar cavalo ou camelo algum para conseguir (para transportar). Deus concede aos Seus mensageiros o predomínio sobre quem Lhe apraz, porque Deus é Onipotente. Tudo quanto Deus concedeu ao Seu Mensageiro, (tomado) dos moradores das cidades, corresponde a Deus, ao Seu Mensageiro e aos seus parentes, aos órfãos, aos necessitados e aos viajantes; isso, para que (as riquezas) não sejam monopolizadas pelos opulentos, dentre vós. Aceitai, pois, o que vos der o Mensageiro, e abstende-vos de tudo quanto ele vos proíba. E temei a Deus, porque Deus é Severíssimo no castigo. (E também corresponde uma parte) aos pobres migrantes (maquenses), que foram expatriados e despojados dos seus bens, que procuram a graça de Deus e a Sua complacência, e secundam Deus e Seu Mensageiro; estes são os verazes.
Excerto de 59:014 Grupo 76, Contagem 155
Eles não vos combaterão (mesmo) em conjunto, senão em cidades fortificadas, ou por detrás das muralhas...
Excerto de 60:009 Grupo 77, Contagem 156
Deus vos proíbe tão-somente entrar em privacidade com aqueles que vos combateram na religião...
Excerto de 61:004 Grupo 78, Contagem 157
Em verdade, Deus aprecia aqueles que combatem, em fileiras, por Sua causa, como se fossem uma sólida muralha.
Excerto de 61:011
Grupo 79, Contagem 158
... sacrifiqueis os vossos bens e pessoas pela Sua causa...
Excerto de 61:013 Grupo 80, Contagem 159
... o socorro de Deus e o triunfo imediato [na Jihad]...
Excerto de 63:004
Grupo 81, Contagem 160
... São os inimigos; cuida-te, pois, deles. Que Deus os maldiga! [Este verso incita a Jihad contra Muçulmanos que são chamados de ‘hipócritas’]
Excerto de 64:014
Grupo 82, Contagem 161
...em verdade, tendes adversários entre as vossas mulheres e os vossos filhos. Precavei-vos, pois, deles. [colaboradores com o inimigo; especialmente mulheres que foram espólio de guerra]...
Excerto de 66:009
Grupo 83, Contagem 162
combate com denodo os incrédulos e os hipócritas, e sê inflexível para com eles, pois a sua morada será o inferno...
Excerto de 73:020
Grupo 84, Contagem 163
... outros, que combatem pela causa de Deus [Jihad]...
Excerto de 76:008
Grupo 85, Contagem 164

V. Texto completo dos Versos (não apresentado no texto em português)

VI. Footnotes
1 This list was compiled based on the examination of similar lists, the major ones being: 1) Richardson, Don. Secrets of the Koran. Regal, Venture, California 2003, Appendix B, p. 254, "The Koran's 109 War Passages," 2) Winn, Craig. "What did Muhammad have to say about...," www.ProphetOfDoom.net, accessed 3 May 2004, 3) Bailey, Rev. Richard P. "Jihad: The Teaching of Islam From Its Primary Sources--The Quran and Hadith," http://Answering-Islam.org/Bailey/jihad.html, accessed 4 May 2004, and 4) various chapters of Goel, Sita Ram. The Calcutta Quran Petition, Voice Of India, New Delhi 1999, 3rd edition (online: www.voi.org/books).
2 To make the text more readable, consider using the Browser's View Menu Text Size option.
Also, a version of this list with different formatting is found at: www.Angelfire.com/Moon/YoelNatan/KoranWarPassagesFormat.htm.
3 Various English translations of the Koran can be found online, e.g. at www.QuranBrowser.com.
4 Copyright © 2004 by Yoel Natan. This list may be distributed and printed freely with proper attribution: "Compiled by Yoel Natan, 2004, www.Yoel.Info." If you modify this list, please mention Yoel Natan, 2004, www.Yoel.Info, in a footnote. Thank-you!